Bolsas dos EUA caem com Facebook e preocupação sobre regulação

Os índices acionários dos Estados Unidos caíram nesta segunda-feira (19), com o S&P 500 e Nasdaq sofrendo seu pior dia em mais de cinco semanas, uma vez que as preocupações sobre mais regulações para grandes companhias de tecnologia foram lideradas por uma queda nas ações do Facebook.

O Dow Jones caiu 1,35%, a 24.610 pontos, o S&P 500 perdeu 1,42%, a 2.712 pontos, e o Nasdaq Composite recuou 1,84%, a 7.344 pontos.

As ações do Facebook caíram 6,% depois que o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, enfrentou pedidos de parlamentares dos EUA e Europa para explicar como uma consultoria que trabalhava na campanha de eleição do presidente Donald Trump teve acesso aos dados de 50 milhões de usuários do Facebook.

A ação teve seu pior dia desde março de 2014 e caiu 10,8% desde seu recorde de fechamento em 1º de fevereiro, o que a colocou em território de correção, que ocorre quando há uma queda de 10% de sua máxima.

A queda do Facebook pesou fortemente sobre o setor de tecnologia do S&P, que caiu 2,11%, bem como o Nasdaq, que recuou mais de 2%. Ambos os índices tiveram sua pior performance diária desde 8 de fevereiro.

Outras importantes companhias com grandes negócios de tecnologia também caíram, uma vez que as recentes preocupações sobre regulação cresceram. A Apple caiu 1,53%, enquanto a Alphabet perdeu 3% e a Microsoft recuou 1,8%.

“O que assusta um investidor é se o Facebook será capaz de conseguir anunciantes para pagar os ricos dados por que eles pagam hoje”, disse Kim Forrest, gestora sênior de portifólios da Fort Pitt Capital.

“Investidores não estão só preocupados em perda de dólares de anunciantes. Eles também estão preocupados que essas companhias possam ficar sob regulação relativamente forte”.



Deixe uma resposta